“Prémio Cívico da UE sobre a Dor Crónica – Recolha de Boas Práticas”

A Active Citizenship Network (ACN) lançou em 2018 a 2ª edição do projecto bi-anual de investigação a nível europeu “Prémio Cívico da UE sobre Dor Crónica – Recolha de Boas Práticas” com o objectivo de continuar a evidenciar as boas práticas existentes em vários países europeus em termos de luta contra a dor.

Em particular, esta 2ª edição permite dar continuidade à bem-sucedida coleção de boas práticas na luta contra a dor iniciada pela ACN em 2015 e expandir o grupo de operadores / gestores de boas práticas sobre a dor, incentivando a troca de experiências entre profissionais de saúde, decisores, instituições, associações cívicas e grupos de defesa do doente.

O período de inscrição começou!

Agora já pode inserir a sua boa prática preenchendo um formulário on-line http://activecitizenship.net/bp/2018/form/new.php

O prémio está aberto a qualquer parte interessada na área da saúde: associações de doentes, profissionais de saúde, hospitais públicos e privados, universidades, etc.
O seu projeto será considerado para uma celebração pública europeia quando os prémios forem concedidos e representará o reconhecimento da excelência contínua. Um representante de cada uma das inscrições que forem seleccionadas será convidado para este evento. Isso promoverá a formação de uma rede de profissionais de boas práticas, capazes de partilhar informações, conselhos e ajuda prática uns aos outros. Este é o segundo de uma série de prémios – concedidos a cada dois anos – celebrando o progresso no tratamento e no controlo da dor crónica.
A data de encerramento para receber a sua inscrição é 31 de dezembro de 2018.

Lançamento da campanha

Foi durante o I Congresso Internacional sobre o Impacto Social da Dor Crónica, da Associação de Doentes de Dor Crónica dos Açores (ADDCA), de 27 a 28 de Setembro de 2018, que Mariano Votta, o Presidente da Active Citizenship Network, lançou, a nível de Portugal, a campanha de recolha de Boas Práticas na luta contra a Dor.

Também explicou os objetivos da denominada “Pain Euro-Mediterranean Coalition”, Aliança Euro-Mediterrânica da Dor, a primeira incubadora cívica de boas práticas contra a dor através da Europa, iniciativa esta que foi apoiada desde o início por três associações de doentes portuguesas, Associação de Doentes de Dor Crónica dos Açores (ADDCA), Associação Atlântica para o Apoio ao Doente de Machado-Joseph (AAADMJ) e Força 3P – Pessoas com Dor, Associação de Pessoas com Dor.

Objectivos do projecto

  • Dar continuidade à coleção, bem-sucedida, de boas práticas “Prémio Cívico da UE sobre Dor Crónica – Recolha de Boas Práticas” – 1ª Edição.
  • Enriquecer experiências europeias e nacionais, conhecimentos especializados, dados e benchmarking sobre a dor crónica.
  • Promover a plataforma multiparticipativa de operadores / gestores de boas práticas sobre dor, criada nos últimos anos pela ACN sobre dor crónica na Europa e denominada “Pain Euro-Mediterranean Coalition”, Aliança Euro-Mediterrânica da Dor, a primeira incubadora cívica de boas práticas contra a dor através da Europa. http://www.activecitizenship.net/patients-rights/projects/236-pain-euro-mediterranean-coalition.html

Continuando para:

  • Manter a atenção centrada na dor crónica como uma prioridade de saúde a nível local, nacional e a nível da UE;
  • Incentivar a troca de experiências entre profissionais e associações de doentes;
  • Sensibilizar as instituições para a necessidade de identificar a dor crónica como uma prioridade nas políticas e programas de saúde a nível da UE e nacional;
  • Criar um conjunto de evidências que possam ser usadas para apoiar a expansão de programas adaptados aos cuidados e tratamento de doentes com dor crónica;
  • Aumentar a consciencialização sobre os avanços tecnológicos e o seu impacto no cuidado e tratamento da dor crónica – como a melhoria da qualidade de vida de pessoas com dor crónica.

Este projeto irá colectar experiências de Boas Práticas sobre dor crónica (oncológica e não oncológica) e apresentá-las em um evento público no 2º semestre de 2019 no contexto de um grande evento relacionado com a dor (como foi feito no ano anterior, edição durante o SIP 2017, em Malta) levando também em consideração o trabalho e os eventos do concurso de Brain Mind, and Pain Patient-centred Innovation Grant, Bolsa “Cérebro, Mente e Dor, Inovação centrada no Doente”.

As boas práticas publicadas num relatório

As boas práticas reunidas para esta 2ª edição e também durante os últimos anos em projectos sobre dor crónica serão unificadas num banco de dados mais amplo, visível e organizado. Este trabalho, por um lado, promoverá a rede de praticantes de melhores práticas, capazes de fornecer informações, conselhos e ajuda prática uns aos outros; por outro lado, construirá uma ferramenta de pesquisa sobre boas práticas em dor mais utilizável, capaz de procurar por tópicos, patologia, país etc. fornecendo um conjunto de informações úteis para outras iniciativas. A recolha de boas práticas envolverá as redes e contactos da ACN na Europa. As experiências serão reunidas em pelo menos 10 países.

O painel do júri será composto por especialistas internacionais em dor crónica (de universidades, redes de profissionais de saúde e organizações de cuidados de saúde da UE, associações cívicas e de doentes, etc.) e poderá incluir um ou mais representantes das equipas vencedoras da última edição do prémio.

Os tipos de boas práticas a serem identificados serão classificados da seguinte forma:

  • Capacitação dos doentes
  • Inovação
  • Práticas clínicas
  • Educação profissional

Definição: O que é uma boa prática?

Boas práticas são ações cuja natureza tem um impacto positivo na qualidade dos serviços, na proteção dos direitos dos cidadãos, na promoção da participação cívica e na melhoria dos recursos humanos. Em particular, são iniciativas muito bem-sucedidas destinadas a melhorar a eficiência (custo) e a eficácia (como forma de atender, de maneira adequada, às necessidades e expectativas dos cidadãos) da gestão e prestação de serviços.

Prémio

Haverá 4 prémios – idealmente, este será para um projeto em cada categoria, no entanto, se a qualidade das submissões não permitir isso, esses 4 prémios serão distribuídos pelo júri às 4 melhores submissões.

O prémio consistirá em despesas pagas para um evento público relacionado com dor, para partilhar melhor a iniciativa vencedora e o prémio em toda a Europa, além de uma publicação em inglês numa revista (a publicação das boas práticas vencedoras da 1ª edição do prémio foi no vol 13, n.º 3, 2017 HealthManagement.org. Este é o link para o artigo https://iii.hm/dex ).
Conte-nos a sua forma de trabalhar com a dor crónica e ganhe!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *